fmesperancanossa.

Anuncios



segunda-feira, 15 de abril de 2019

Como os petistas destruiram as plantações de cacau no Sul da Bahia, geraram 200.000 desempregados e prejuízos de mais de 10 bilhões de dólares.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto
Como os petistas destruiram as plantações de cacau no Sul da Bahia, geraram 200.000 desempregados e prejuízos de mais de 10 bilhões de dólares. O Brasil, que era o 2° maior exportador de cacau do mundo, hoje tem que importar a fruta.
Reportagem da revista Veja revelou o esquema montado em 1987 para disseminar a praga conhecida como vassoura-de-bruxa em plantações de cacau no sul da Bahia. A praga é mortal aos cacaueiros e espalhou-se de forma espantosa destruindo as lavouras da região. À época, várias hipóteses foram levantadas sobre a chegada da doença nas plantações, inclusive a de sabotagem feita por países produtores de cacau, uma vez que os técnicos econtraram ramos de cacau infectados com vassoura-de-bruxa amarrados em pés de cacau, mas nada ficou comprovado. Dezessete anos depois, o idealizador e executor da sabotagem conta como fez o serviço.
Henrique Franco Timóteo, baiano, técnico em administração e militante do PDT, disse ter se unido a outros cinco amigos do PT para contamin da Bahia. A justificativa dada é a de que queriam acabar com o domínio político dos barões do cacau, cujo poder econômico influenciava a política local. Os petistas eram Everaldo Anunciação, Wallington Duarte, Eliezer Correia e Jonas Nascimento, todos funcionários da Ceplac, órgão do Ministério da Agricultura que cuida do cacau.
Todo o esquema foi montado no final de 1987, num bar conhecido na região onde os amigos se reuniram. Lá, decidiram que Franco Timóteo viajaria de ônibus até o norte do País, onde a vassoura-de-bruxa é uma doença endêmica, e trariam os ramos contaminados para serem implantados nas plantações baianas. Durante quatro anos repetiram a viagem e a sabotagem até que não foi mais preciso. A praga se alastrou rapidamente, com a ajuda do vento.
A primeira fazenda atacada chamava-se Conjunto Santana e pertencia a Francisco Lima Filho, então presidente local da União Democrática Ruralista (UDR) e partidário da candidatura presidencial de Ronaldo Caiado. O primeiro foco de vassoura-de-bruxa foi encontrado no dia 22 de maio de 1989 e, como medida profilática, os técnicos decidiram incinerar todos os pés de cacau da fazenda. Chico Lima ficou arruinado, conta a revista. Hoje ele arrenda as terras que lhe restaram e vive dos lucros de uma distribuidora de bebidas.
Os ataques aconteceram a várias fazendas ao longo da BR-101 e o destino dos seus proprietários foi o mesmo. O resultado da sabotagem foi queda de mais de 50% da produção de cacau e desemprego de mais de 200.000 trabalhadores na região. Até então o Brasil era o segundo maior produtor de cacau do mundo e desde então passou à condição de importador da fruta. Só nos últimos 15 anos o prejuízo ao País chega a US$ 10 bilhões.
Ainda como resultado da sabotagem, em 1992, o primeiro pleito após a devastação das lavouras de cacau, Geraldo Simões elegeu-se prefeito de Itabuna (BA) pelo PT e deu emprego na prefeitura para os amigos cúmplices.
Como não pertencia ao PT, Franco Timóteo não ganhou cargo na prefeitura. Hoje, 17 anos depois, o motivo da confissão, diz Franco Timóteo, é o arrependimento. Os demais envolvidos na história negam qualquer envolvimento e dizem sequer conhecer o técnico baiano Franco Timóteo.
Franco Timóteo prestou depoimento de quatro horas à Polícia Federal, onde confirmou ter sido o responsável pela contaminação das lavouras de cacau do Sul da Bahia pela vassoura-de-bruxa. Confirmou ainda ter recebido ajuda de amigos (técnicos da Ceplac)
http://www.defesanet.com.br/…/AGROTERRORISMO---Petistas-Ac…/
by: Alynthor Werneck

sábado, 13 de abril de 2019

SOBRE O PREFEITO MARCELO CRIVELLA.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, em pé, terno, atividades ao ar livre e close-up
Não sou e nem gosto da Igreja ao qual dizem que ele é membro. Não sou filiado ao partido dele, porém desde que começaram a fazer diversas acusações ao Crivella, eu procurei também ouvir a outra parte. Ou seja, o próprio Crivella. E o que eu descobri é que o Prefeito Crivella começou a sofrer uma enxurrada de acusações e até ameaça real de impeachment depois de algumas coisinhas básicas que ele fez e outras que ele está tentando fazer.
I - O cara tá tentando a todo custo DIMINUIR O PREÇO ABSURDO DO PEDÁGIO DA LINHA AMARELA!!! E a cúpula por trás disso está fazendo de tudo para derruba-lo com ajuda da imprensa! Com os mesmos jornalistas e canais que atacam também o Jair Bolsonaro, seus filhos, ou qualquer um que se coloque contra a corrupção, contra a bandidagem e contra o marxismo!
II -. Ele cortou a verba do carnaval, pois a verba da Prefeitura bancava o carnaval, mas o lucro da venda de ingressos fica todo com a LIESA(Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro) e o lucro conseguido com a concessão exclusiva para a transmissão pela por tv ficava todo com a Rede Globells. Ou seja. Todos nós, cidadãos, gostando ou não de carnaval pagava-mos tudo com o dinheiro dos impostos municipais, porém esse dinheiro não tinha retorno ao erário, mesmo sabendo-se publicamente do lucro obtido, principalmente com as transmissões de tv. Então não sendo possível modificar essa situação o Prefeito viu que era melhor destinar essa verba perdida todo ano a décadas para Hospitais e Escolas públicas e pagamento de aposentados ou outra destinação muito mais digna e correta do que gerar lucro para quem já é rico.
III - O Contrato do VLT previa que a Prefeitura, ou seja "NÓS" devía-mos pagar um valor fixo a empresa que opera o VLT estimado em um número "X" de passageiros, mesmo que não existisse esse número de passageiros usando o VLT mensalmente. Ou seja, por exemplo: Nós devía-mos dar a essa empresa todo mês o equivalente gasto por 250.000 passageiros "POR DIA", mesmo que tivessem tido realmente apenas 60.000. Então o Crivella disse NÃO!!! E vai acabar com essa moleza!
IV - Justamente no mandato do Crivella é que estão sendo pagos todos os empréstimos feitos por Eduardo Paes para aquelas lindas e inúteis obras da Copa 7 a 1 do Mundo e das Olimpíadas!!! Lembram?? A imprensa toda sorridente, artistas apoiando, volun-otários trabalhando de graça , as tv's anunciando tudo como se fosse a nossa entrada no paraíso!!! Pois é! Agora chegou a hora de pagar a conta do 7 a 1. E sabe quanto vai ser??? Tá aqui ó!!! 6.300.000.000,oo. Vou soletrar; SEIS BILHÕES E TREZENTOS MILHÕES DE REAIS. Aproximadamente 2 bilhões de dólares, que poderiam estar sendo usados nas escolas, pagamento de professores, manutenção de hospitais, salários dos funcionários da saúde e educação. Investimento em transportes ferroviários. Mas não! Serviram para dois eventos que duraram "um mês cada"!!!
V - O Crivella fez LICITAÇÃO das Organizações de saúde(OS), pois era uma festa de verbas. Então os "donos" dessa tramóia evidentemente não gostaram!
VI - Recomendo que todos assistam na íntegra a entrevista do Prefeito Marcelo Crivella ao Datena, na Band, no Brasil Urgente.
O link está aqui; https://www.youtube.com/watch?v=fexvsvGzAAw
Por esses fatos, eu apóio o mandato do Prefeito Marcello Crivella até o fim enquanto ele estiver fazendo exatamente aquilo que eu espero que um homem público honesto faça! Combater corrupção, e combater o marxismo!

Testemunho de jovem morto em Suzano atrai pessoas para o amor de Deus, afirma o pai

Quase um mês após o atentado que matou vários inocentes na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em 13 de março passado, o testemunho de fé de algumas das vítimas continua ecoando nos corações e mentes dos familiares e amigos.
Samuel Melquíades, de 16 anos, foi uma das vítimas. Após o massacre, ele ficou conhecido por ter dedicado parte da sua vida ao ministério da igreja em que era membro, fazendo ilustrações dos estudos bíblicos.
Gersialdo Melquíades de Oliveira, pai do adolescente, falou no último sábado (6) sobre como a morte de Samuel tem atraído pessoas para Deus, através do testemunho de fé do rapaz.
“Pessoas do Brasil inteiro falam dessa fé do meu filho e vários testemunhos dizem que voltaram para a igreja após ouvir relatos e testemunhos da fé do meu filho”, disse Gersialdo, segundo infQuase um mês após o atentado que matou vários inocentes na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em 13 de março passado, o testemunho de fé de algumas das vítimas continua ecoando nos corações e mentes dos familiares e amigos.
Samuel Melquíades, de 16 anos, foi uma das vítimas. Após o massacre, ele ficou conhecido por ter dedicado parte da sua vida ao ministério da igreja em que era membro, fazendo ilustrações dos estudos bíblicos.
Gersialdo Melquíades de Oliveira, pai do adolescente, falou no último sábado (6) sobre como a morte de Samuel tem atraído pessoas para Deus, através do testemunho de fé do rapaz.
“Pessoas do Brasil inteiro falam dessa fé do meu filho e vários testemunhos dizem que voltaram para a igreja após ouvir relatos e testemunhos da fé do meu filho”, disse Gersialdo, segundo informações do VG Notícias.
“É claro que é muito triste falarmos da perda de um filho, mas de alguma maneira Deus transformou essa maldição em benção e está salvando muitas pessoas, então, eu só tenho que me colocar no centro da vontade de Deus”, destacou.
A postura de Gersialdo é de pura superação e confiança em Deus. Não por acaso Samuel, o seu filho, permaneceu durante a sua vida nos caminhos do Senhor, uma vez que foi bem orientado por seu pai.
Ao invés de se entregar à tristeza e lamento pela morte prematura do seu filho, Gersialdo fez disso motivo de glorificar o nome de Deus pelo tempo que esteve com Samuel, crendo na soberania divida em permitir que tal evento ocorresse naquele 13 de março.
“Então, quando dou entrevista, vou nas igrejas dar meu testemunho é justamente para isso, para agradecer a Deus, os anos que ele me colocou junto ao meu filho, e exaltar o nome desse Deus maravilhoso”, disse o pai, destacando por fim o exemplo de bom caráter do filho.
“Com os amigos era um menino muito de grupo, que tentava ajudar, sempre procurou ajudar os amigos, levar para a igreja, uma coisa que sempre achei muito forte na personalidade do Samuel é que ele não tinha preconceitos. Ele tinha firmeza de caráter, para fazer parte de um grupo, de uma rodinha, ele não jogava os seus princípios de lado”, conclui.
“É claro que é muito triste falarmos da perda de um filho, mas de alguma maneira Deus transformou essa maldição em benção e está salvando muitas pessoas, então, eu só tenho que me colocar no centro da vontade de Deus”, destacou.
A postura de Gersialdo é de pura superação e confiança em Deus. Não por acaso Samuel, o seu filho, permaneceu durante a sua vida nos caminhos do Senhor, uma vez que foi bem orientado por seu pai.
Ao invés de se entregar à tristeza e lamento pela morte prematura do seu filho, Gersialdo fez disso motivo de glorificar o nome de Deus pelo tempo que esteve com Samuel, crendo na soberania divida em permitir que tal evento ocorresse naquele 13 de março.
“Então, quando dou entrevista, vou nas igrejas dar meu testemunho é justamente para isso, para agradecer a Deus, os anos que ele me colocou junto ao meu filho, e exaltar o nome desse Deus maravilhoso”, disse o pai, destacando por fim o exemplo de bom caráter do filho.
“Com os amigos era um menino muito de grupo, que tentava ajudar, sempre procurou ajudar os amigos, levar para a igreja, uma coisa que sempre achei muito forte na personalidade do Samuel é que ele não tinha preconceitos. Ele tinha firmeza de caráter, para fazer parte de um grupo, de uma rodinha, ele não jogava os seus princípios de lado”, conclui.
FONTE:https://amigosdauniversal.blogspot.com/

sábado, 16 de março de 2019

'PT votando no PSDB e PSDB votando no PT. Essa é a nossa triste realidade!', diz Janaína Deputada do PSL derrotada na corrida à presidência da Alesp criticou coalizão de partidos para garantir vitória do tucano Cauê

anaína Paschoal (PSL) conversa com Cauê Macris (PSDB), recém reeleito à presidência da Assembleia Legislativa ctv-fh5-janaina-e-caue-bilo

de 
São Paulo (Alesp) durante confusão na sessão Foto: Gabriela Biló/Estadão
Após derrota para o tucano Cauê Macris na corrida à presidência da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), a deputada Janaína Paschoal (PSL) escreveu em sua conta no Twitter que não vai "esquecer os nomes" e não vai "deixar o povo esquecer", referente à união do PT ao PSDB para garantir a derrota do PSL no comando da Casa. 
Janaína era a candidata do partido, e garantiu 16 votos contra 70 de Cauê, que conseguiu o apoio de 21 partidos, entre eles PT e PSB. A deputada escreveu que a "triste realidade" é ver o "PT votando no PSDB e PSDB votando no PT". Ela também afirma que não sabe se seguirá na Política. Janaína foi a deputada estadual mais votada da história, com mais de 2 milhões de votos, o suficiente para garantir uma vaga na Câmara dos Deputados. 
As críticas também foram direcionadas aos membros das bancadas religiosas e da bancada da segurança pública, que segundo ela, votaram em candidatos petistas contrários às suas bandeiras. "Os membros das bancadas religiosas, ao que tudo indica, também votarão no PT, partido declaradamente favorável ao aborto. Depois,não venham fazer discurso a favor da vida". 
fonte:https://politica.estadao.com.br

quinta-feira, 7 de março de 2019

Chiquinho da Mangueira usou propina de Sérgio Cabral para realizar desfile da escola de samba, diz delator Denúncia da Operação Furna da Onça mostra que o deputado, que é presidente da agremiação, pediu dinheiro da organização criminosa perto do carnaval.

Chiquinho da Mangueira, presidente da escola, estoura champanhe para comemorar título de 2016 — Foto: Alexandre Durão/G1
Chiquinho da Mangueira, presidente da escola, estoura champanhe para comemorar título de 2016 — Foto: Alexandre Durão/G1
O deputado Chiquinho da Mangueira (PSC), preso nesta quinta-feira (8), pediu dinheiro de propina da organização criminosa comandada por Sérgio Cabral (MDB) para realizar o desfile da verde e rosa, da qual é presidente. As informações constam no pedido de prisão feito pelo Ministério Público Federal (MPF).
A revelação foi obtida na delação de Sergio de Castro Oliveira, o Serjão. Ele era braço financeiro da organização criminosa de Cabral, pagando as vantagens indevidas aos parceiros da quadrilha.
Segundo ele, "perto de um carnaval", Chiquinho recebeu R$ 200 mil para "realizar o desfile da escola de samba Estação Primeira de Mangueira naquele ano". O valor era uma parcela de um total de R$ 1 milhão pago ao parlamentar.
Chiquinho foi eleito presidente da escola de samba em abril de 2013. O primeiro carnaval realizado sob sua gestão seria o do ano seguinte. Segundo o MPF, entre dezembro de 2013 e fevereiro de 2014, ele recebeu seis pagamentos de R$ 500 mil, num total de R$ 3 milhões. Em depoimento, Serjão afirmou que os pagamentos ocorreram por ocasião do carnaval.
--:--/--:--
Chiquinho da Mangueira é preso e levado para a sede da PF
Além disso, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) identificou nove movimentações financeiras consideradas atípicas envolvendo Chiquinho. Todas elas envolviam a escola de samba, o Instituto Mangueira Esperança e a mãe do parlamentar, que, segundo Serjão, não sabia da ilegalidade das ações.
A Polícia Federal prendeu 20 pessoas em um desdobramento da Operação Lava Jato na manhã desta quinta-feira (8). Dos 22 mandados de prisão, 10 são contra deputados estaduais do Rio de Janeiro - ou um sétimo da Alerj.
As investigações apontam que os envolvidos recebiam propinas mensais que variavam de R$ 20 mil a R$ 100 mil - além de cargos - para votar de acordo com o interesse do governo. O esquema teria movimentado pelo menos R$ 54 milhões, segundo a PF.
Alguns dos alvos são:
  • Affonso Monnerat, secretário estadual de Governo;
  • André Corrêa (DEM), deputado estadual reeleito e ex-secretário estadual de Meio Ambiente, preso na Barra;
  • Chiquinho da Mangueira (PSC), deputado estadual reeleito e presidente da escola de samba, preso na Barra;
  • Coronel Jairo (MDB), deputado estadual não reeleito;
  • Edson Albertassi (MDB), deputado afastado - já preso em Bangu;
  • Jorge Picciani (MDB), deputado afastado - já em prisão domiciliar;
  • Leonardo Jacob, presidente do Detran;
  • Luiz Martins (PDT), deputado estadual reeleito;
  • Marcelo Simão (PP), deputado estadual não reeleito;
  • Marcos Abrahão (Avante), deputado estadual reeleito;
  • Marcus Vinícius Neskau (PTB), deputado estadual reeleito;
  • Paulo Melo (MDB), deputado afastado - já preso em Bangu;
  • Vinícius Farah (MDB), ex-presidente do Detran, eleito deputado federal.
--:--/--:--
Força-tarefa da Lava Jato mira 10 deputados estaduais do RJ
Proxima  → Inicio

Total de visualizações

Postagens mais visitadas

Seguidores

globo visitas